Postagem em destaque

Querida inimiga...

Esse texto vai pra você, que é a ex do meu crush, a atual do meu ex, a melhor amiga da minha amiga, a melhor amiga do meu namorado. Di...

quarta-feira, 18 de outubro de 2017 0 comentários

7 motivos para você adotar um vira lata

Esses tempos atrás vi uma matéria sobre cães que foram encontrados maltratados. Eram cães de raça e supostamente sua dona seria uma criadora. A matéria gerou revolta nas redes sociais e uma semana após o resgate, a ONG promoveu uma feira de adoção.

O detalhe é que nessa feira não haviam cães de raça, mas sim vira latas. Assim que souberam que não iam encontrar cães de raça, praticamente todas as pessoas desistiram da adoção, sem nem imaginar quantos animaizinhos esperam por um dono.

Acredite, você pode adotar um vira lata e fazê-lo muito feliz! Lembre-se que o objetivo é ter um companheiro e não um bibelô! Então independentemente de raça, adote um cão!



Veja agora 7 motivos para você adotar uma vira lata:

1 - Vira latas são espertos

Os vira latas estão dentre os cães considerados mais espertos. Eles aprendem coisas com facilidade e sabem se virar bem sozinhos, chegando a ter seu nível de inteligência comparado com o de alguns cães de raça.

2 - Vira latas são mais amorosos

Ao adotar um vira lata ele certamente será muito mais amoroso do que um cão comprado. Isso porque ele passou muito tempo em um abrigo, em busca de alguém que pudesse amá-lo e para quem ele pudesse dar o seu amor.

3 - Vira latas vivem mais

Os cães sem raça definida - que é o termo técnico dos vira latas - vivem mais. E tudo é uma questão da teoria do mais forte sobrevive. Afinal, eles são uma mistura de várias raças e cruzamentos, enquanto que os cães de raça muitas vezes são cruzados sempre entre si, para manter a pureza, o que os torna mais frágeis.

4 - Vira latas são uma mistura de várias raças

Pense que os vira latas não são chamados de SRD a toa. Eles não tem apenas uma raça, mas sim são uma mistura de várias delas. Já pensou que legal ter um cão com várias raças?!

5 - Vira latas são únicos

Cães de raça costumam seguir um padrão, principalmente pelo fato dos criadores quererem manter a ideia da pureza da raça. Isso significa que alguém sempre vai ter um cachorro que é literalmente igual ao seu. Isso não acontece no caso dos vira latas. Dificilmente você vai encontrar um que seja idêntico ao seu! Você terá um cachorro único!

6 - Vira latas são mais adaptáveis

Cães SRD se adaptam mais facilmente a qualquer ambiente. Eles são mais flexíveis e não tem muitas exigências quanto a forma que são criados ou a sua moradia. Eles se adaptam as condições que você tem a oferecer a eles e não são tão frescos como algumas raças.

7 - Porque adotar é um ato de amor

Adotar um cão é um ato de amor! Você estará dando uma chance a um pequeno animal de ter um lar e se dará a chance de ser amado por um serzinho cheio de amor a dar! Então... Não compre! Adote!
quinta-feira, 12 de outubro de 2017 0 comentários

Fuja como sempre...



Esses dias tropecei em você. Tropecei mesmo, pois quase demos de cara um com o outro. E foi engraçado. Porque se fosse uma vez até tudo bem, a gente vive numa cidade que é um ovo e por um acaso do destino segue a mesma área profissional. Mas não foi uma... Foram 6 vezes.

O mais engraçado é a sua reação. Você me olha diferente, com medo nos olhos, na linguagem corporal, como se do nada eu fosse pular no seu pescoço e te ameaçar com uma faca. Olha...Sendo bem sincera já te perdoei faz tanto tempo que eu simplesmente dou risada desses acasos da vida.

Ah... Mas é você quem sempre tem razão não? A história de sempre tão repetida que já não lhe cai tão bem. Eu quase parei e disse "Olá estranho!". Mas né... Respeito seu espaço. Respeito suas decisões. Então corre, corre logo... De nós dois você sempre foi o mais veloz! Fuja como sempre, eu sei que não vale a pena ir atrás... Isso é normal e na real não ligo mais!

Ainda estou tentando entender o motivo de tanto medo! Parece que você deixou de ser meu fantasma do passado, mas eu continuo sendo o seu. Assombrando mesmo que sem querer. É sério. Se eu estivesse fazendo isso de propósito aposto que não ia dar certo. Agora porque eu tô de boa, aceitando que estamos bem melhor assim, que não há volta atrás devido as decisões que tomamos, acontece essas coisas.

Eu fiz o que podia mas você deixou claro que não me perdoou ou que não há como me perdoar. A conclusão a que cheguei é que as decisões que tomamos naquela época definiram nossa situação de hoje. Por mais que a gente queira, não há como existir uma amizade. Mas acho que não precisa ficar com medo né... Fugir. Um "oi, tudo bem?" educado você pode me dar. Assim como faria com qualquer pessoa.

Mas esse é você não? A história de sempre, tão repetida... Então fuja e corra como sempre coração... De nós dois você sempre foi o que esquece mais rápido. Corre como sempre não irei atrás. Não há mais porque insistir. Já vivi essa cena e com muita pena te digo não... Comigo não!

É assim não... Sua atitude normal e no final não ligo mais!
sexta-feira, 6 de outubro de 2017 0 comentários

O (a) namorado (a) de alguém...



Você já parou para pensar o quanto é marcante na vida das outras pessoas? O quanto você é alguém perante elas? Afinal, quem é você?

Você é a garota dos cabelos coloridos? O menino tímido de óculos? Aquele que vai lançar um livro? O que manja de desenho? A moça simpática? O garoto de cabelos pretos e ondulados? A responsável pelo projeto da empresa? O esquisito? A estranha? Aquele que vive contando piada?

O fato é que de alguma forma somos alguém perante as outras pessoas. Elas lembram de nós por alguma característica marcante, às vezes não tão boa, mas sabem dizer perfeitamente quem é você.

Agora vou explicar como cheguei a essa reflexão: Esses dias eu estava no ônibus voltando do trabalho, sentada nos últimos bancos ao lado de três pessoas que aparentemente trabalham juntas e estavam conversando. Como tenho o hábito ruim de ouvir as conversas dos outros acabei prestando atenção no assunto. Segue a conversa exatamente como aconteceu:

Pessoa A: Você viu o tipo do Rodrigo hoje? Mal tinha mandado o e-mail já tava me cobrando por telefone se tava pronto. Não dá pra fazer tudo em dois segundos né? E não vou responder: "ok, estou fazendo".

Pessoa B: Normal da parte dele. É meio - tom cínico aqui - desesperado mesmo. Lembra aquele dia ele perguntando se a Larissa estava? Faz duas semanas que a Larissa está de férias e todo mundo foi comunicado por e-mail.

Pessoa C: Nossa esse dia da Larissa foi absurdo mesmo. Mas quem que é esse Rodrigo, que eu não estou ligando o nome a pessoa?

Pessoa A: É o namorado da Rebeca.

Pessoa C: Ah sim, o namorado da Rebeca.

A partir daí as pessoas seguiram conversando. Mas eu segui um pouco chocada com o tal do Rodrigo. Tipo... Quem é ele? Apenas o namorado da Rebeca. Isso significa que essa Rebeca é uma ótima pessoa, todo mundo lembra dela, sabe o que ela faz, como ela é... Mas do namorado dela? Bom, ele é apenas o namorado dela!

Nesse momento eu me senti mal pelo tal Rodrigo. Poxa, ele é tão insignificante assim a ponto de ser apenas o namorado de alguém? A posse de alguém?

O fato é que eu gostaria de ser lembrada como aquela que fala demais, a garota que escreveu um livro, a maluca do cabelo roxo, aquela que é muito simpática. Agora sério, eu me sentiria péssima se um dia eu fosse lembrada apenas como a namorada de alguém. Pois significaria que eu não sou ninguém. Sou um nada, apenas alguém escondido atrás de outro alguém.

Mas e você? Quem é? Você é alguém? Ou apenas o (a) namorado (a) de alguém?!
quarta-feira, 4 de outubro de 2017 0 comentários

7 livros para você que está de coração partido

Estar de coração partido é uma das coisas mais tristes da vida. Você deixa de acreditar no amor e acha que o problema é você e por isso tudo na sua vida amorosa deu errado.

Para ajudar você a sair dessa bad separei 7 livros que vão te fazer voltar a acreditar no amor, distrair a cabeça ou concordar comigo que se apaixonar talvez não seja tão lindo assim. Confere aí:

1 - Divergente - Veronica Roth



O foco do livro é o mundo distópico divido em facções. É provável que você já tenha lido ou visto o filme, ainda assim é ótimo para se distrair e ao mesmo tempo torcer por Tris e Quatro.

2 - Todos os nossos ontens - Cristin Terril



Esse é um ótimo livro de ficção e fala sobre viagem no tempo. No meio de uma história maluca na qual M precisa voltar no tempo e destruir seu passado para evitar um futuro terrível temos também uma história de amor que surgiu entre duas pessoas que tecnicamente se odiavam antes de tudo mudar.

3 - Impensável - Yara Prado



A história envolve amizade, perdão e um relacionamento abusivo. Te faz refletir sobre muitas coisas, inclusive sobre o quanto esperar por um "amor perfeito" pode te fazer cair nas mãos das pessoas erradas. Deixa uma linda lição sobre amizade também e você se identifica com as personagens.

4 - 13 contos de amor ou não - Stephanie Caroline



Eu sei, é feio ficar se autodivulgando, mas meu livro de contos é uma ótima opção para quem está de coração partido. Com histórias que vão desde o sobrenatural, a fantasia e até mesmo ao suspense. Será que esses contos são mesmo de amor? Ou não?

5 - Clichê - Carol Dias



Hora de relaxar o coração e mergulhar de cabeça numa típica história de novela. Se divirta com o romance maluco entre Marina e seu chefe e se dê uma chance de acreditar de novo no amor!

6 - O que há de estranho em mim - Gayle Forman



Esse livro não é um dos mais queridos nas estantes virtuais. Ainda assim, é uma história que exige concentração e ajuda a esquecer dos problemas. Você também vai se convencer de que não há nada errado ou estranho acontecendo contigo.

7 - Doce Sacrifício: Herdeiros da Natureza - Alexia Hetka



Ler um livro de fantasia e encontrar uma protagonista forte, disposta a lutar pelo que quer e encontrar seu lugar no mundo é ótimo para deixar a dor de amor de lado. Aventure-se ao lado de Angelique e descubra junto a ela como é ser uma deusa da água. 
segunda-feira, 25 de setembro de 2017 0 comentários

Meus olhos brilham quando estou com você!





Dizem por aí que eu sou estranha... Só porque não sei lidar com pessoas. E admito, não sei mesmo! Me sinto sempre pisando em ovos, tendo que cuidar com o que falo, com como me mostro. Demora até eu pegar intimidade e ainda assim sei que existem coisas que não devem ser ditas, coisas que devo guardar para mim.

Agora com os animais sou diferente. E as pessoas fazem questão de ressaltar isso. Meus olhos brilham quando estou com um cão ou com um gato. Seja meu ou de outra pessoa. Esqueço de tudo, esqueço do mundo e fico ali, numa conversa muitas vezes silenciosa e sorridente com um bichinho. Um pequeno animal que não julga, que não tem inveja e que muitas vezes entende todas aquelas coisas, todos aqueles sentimentos que estão dentro de mim.

Sim, talvez eu seja estranha mesmo, pelo fato de me comunicar infinitamente melhor com um cachorro ou com um gato do que com uma pessoa. Talvez porque eles realmente me deixam a vontade. E são fiéis até o fim.

Então não me envergonho de dizer... Meus olhos brilham quando estou com você! Você esse pequeno serzinho de 4 patas. Que nada fala e apenas escuta. Você que põe a cabeça em cima da minha perna ou braço e diz com o olhar que tudo vai ficar bem.

Para finalizar só posso dizer... Você que me conhecer não se assuste ao ver meus olhos brilharem diante de um cãozinho ou de um gato. Não se assuste ao me ver bater um longo papo com eles e trocar duas palavras com você. É normal! Faz parte de quem eu sou...
terça-feira, 19 de setembro de 2017 0 comentários

7 coisas que você deveria fazer pelo seu corpo

Vivemos em um mundo corrido. Essa é a grande verdade. Não paramos um segundo e muitas vezes quando percebemos estamos apenas trabalhando e indo dormir, como uma rotina extremamente repetitiva.

O fato é que de vez em quando é legal pensar em você e fazer algo pelo seu corpo. Tirar um tempo você e você mesmo (a) entende? Veja 7 ideias de coisas que você deveria fazer pelo seu corpo e que um dia vai agradecer por isso:

1 - Esfoliar sua pele


Esfoliar a pele ajuda a mantê-la livre de toxinas e elimina a pele morta. Pense que todos os dias nossa pele está se renovando, então fazer uma esfoliação ao menos uma vez por semana ajuda a deixar a pele revigorada. 

Você pode fazer isso durante o banho, com a ajuda de um creme esfoliante a sua escolha ou fazer o seu próprio creme esfoliante utilizando borra de café e mel.

2 - Massagear o seu corpo


Apesar de ser legal receber uma massagem de outra pessoa, tire um tempo para fazer uma massagem em si mesma. Escolha um creme hidratante para acompanhar esse momento e faça isso logo após o banho, por estar mais relaxada. Deite-se na cama e vá massageando cada parte do seu corpo. 

Nas pernas faça movimentos que começam nos joelhos e terminam na virilha, para ajudar na circulação sanguínea e também na eliminação de toxinas. Na barriga a massagem deve ser sempre no sentido horário, com o intuito de ajudar o intestino a funcionar melhor.

3 - Usar uma máscara de dormir


Por mais que você pense que não, dormir é um dos momentos mais importantes do seu dia, pois é quando seu corpo se recupera e você descansa. Sendo assim o melhor é fazer o possível para que a noite de sono seja tranquila.

Use uma máscara de dormir sobre os olhos, assim evita a claridade que pode entrar pela janela. E a dica extra é investir em uma máscara com sementes naturais, que além de ajudar a dormir vão também prevenir as olheiras e as rugas, incentivando a produção de colágeno.

4 - Ter um horário fixo para dormir


Procure ter um horário certo para dormir quase todos os dias. Assim o seu corpo se acostuma com o momento de ir para a cama e o sono vem naturalmente. O objetivo disso é deixar de usar medicamentos para dormir e de sofrer com a insônia.

5 - Praticar técnicas de relaxamento


Tenha em mente uma coisa: Você precisa relaxar. O dia a dia é corrido, ainda assim, é preciso aprender a desacelerar o corpo. Faça aulas de Yoga, aprenda posições que ajudam a relaxar e até mesmo invista em técnicas respiratórias. 

Seu corpo precisa meditar, um momento em que você deve se concentrar apenas na sua respiração, na posição em que se encontra e não ter nada fixo em sua mente.

6 - Cuidar do seu cabelo


Dedique um momento para o seu cabelo mas não apenas por vaidade. Os fios dão sinais de quando há algo errado conosco e até mesmo demonstram quando estamos muito estressados.

Quando for lavar os cabelos o faça com calma, massageie o couro cabeludo e dedique-se aos fios. Use um shampoo com vários nutrientes e faça hidratações frequentes.

7 - Fazer exercícios faciais


Exercícios faciais são ótimos aliados contra as rugas. Basicamente consiste em fazer caras e bocas em frente ao espelho, de forma que você faça os músculos do rosto se exercitarem. Procure por uma lista de exercícios e dedique-se ao menos uma vez por dia a fazê-los. É uma ótima chance para apreciar o seu rosto e se conhecer melhor!
quinta-feira, 14 de setembro de 2017 0 comentários

10 anos depois



Alguma vez você parou para pensar como seria voltar no tempo e perguntar ao seu "antigo eu" como ele se imagina daqui a 10 anos? Apenas para rir e ver como o tempo passa e a gente muda...

O lado bom disso tudo é que não é preciso voltar no tempo. Talvez fosse legal para dar alguns conselhos para aquela pessoa mais ingênua e sonhadora... Mas como não é possível me peguei comparando sonhos de 10 anos atrás.

Há 10 anos eu acabava de completar 18 anos. Exatamente, 18 anos, a sonhada maior idade. E diria que aquela garota e eu praticamente não somos a mesma pessoa, porque temos sonhos bastante diferentes. Ou talvez ela tivesse mais sonhos do que eu.

A garota de 18 anos tinha certeza de que tinha escolhido a faculdade certa, de que o melhor era fazer o que a família achava melhor para ela. Em 10 anos ela se via formada e atuando na área em um emprego estável.

A garota de hoje sabe que cometeu um erro em ir na onda de família. Sabe que agora sim encontrou a profissão certa e infelizmente ainda não encontrou a tão sonhada estabilidade financeira.

A garota de 18 anos sonhava com um grande amor, queria se casar e provavelmente se via aos 28 anos casada e com dois filhos pequenos.

A garota de hoje não quer nem saber de casamento. Ela tem pavor da palavra relacionamento e jura de pés juntos que está bem sozinha.

A garota de 18 anos queria ter filhos.

A garota de hoje prefere ter apenas cachorros.

A garota de 18 anos fazia planos a longa data.

A garota de hoje prefere no máximo planejar o amanhã e não se iludir com planos futuros que nunca vão se concretizar.

A garota de 18 anos tinha acabado de escrever um livro e morria de vergonha de mostrar para alguém.

A garota de hoje já tem 3 livros, todos publicados, dois em andamento e mais algumas ideias perdidas na mente.

A garota de 18 anos não bebia e dizia que nunca colocaria uma gota de álcool na boca.

A garota de hoje ama cerveja.


Há uma contradição nisso tudo não? Seremos mesmo eu e ela a mesma pessoa?
terça-feira, 12 de setembro de 2017 0 comentários

Onde você pode encontrar os meus livros!

Percebi que muita gente vem me perguntar onde pode encontrar meus livros. Então, para ajudar você que sabe que além de Publicitária eu decidi ser também escritora, vou contar um pouquinho de cada livro e dizer onde você poderá encontrá-los:

1 - Doce Vida de Ana

 



- Sinopse:

“Eu estou grávida!” Quando disse essa frase aos 15 anos de idade, Ana Kainovack pensou que sua vida tinha acabado, inclusive porque não tinha a mínima esperança de que Maurício, seu namorado e, de certa maneira, o culpado por essa situação, quisesse assumir a criança. Alguns planos mudados, dificuldades enfrentadas, preconceitos lidados, e Ana pôde provar que era mais responsável do que aparentava ser. O que ela não esperava era que sua grande inimiga do passado, Annie, fosse tão obcecada por Maurício e estivesse disposta a tudo para separá-los... Será que o amor verdadeiro sempre vence no final?

- Detalhes:

Doce Vida de Ana foi escrito quando eu tinha 17 anos, o que significa dizer que é claramente um livro adolescente. Jovem no máximo. A história é bem leve e ideal para você que quer relaxar a cabeça e se permitir sonhar um pouco com o famoso "felizes para sempre".

- Onde encontrar:

Para emprestar: Na Biblioteca Pública do Paraná.


Para comprar um exemplar físico: Livrarias Curitiba, Projeto Livrai-nos Cascavel e Amazon internacional

Eu acabo de mudar de editora. E como lancei um novo livro com eles há pouco tempo, Doce Vida de Ana deve sair apenas em 2018 pela Estalo. 

Enquanto isso você pode comprar a cópia antiga na Livrarias Curitiba, por R$ 30:


Se você mora em Cascavel ou no Paraná, pode comprar sua cópia diretamente no Projeto Livrai-nos - R$ 25, quando comprado pessoalmente, R$ 45 com despesas de postagem inclusas:


E se você quiser comprar com a capa que eu fiz como escritora independente, pode pedir uma cópia física pela Amazon, por U$ 7:


Para comprar o e-book: Amazon Brasil  - R$ 1,99


Adicione o livro na sua estante do Skoob:


Curta a página no Facebook:


2 - Nada é por acaso


- Sinopse:

"Éramos só nós dois, sobreviventes de uma realidade cruel" 

Anita Alvarez passou por uma grande tragédia em sua vida e desde então - além de ser acusada pela morte dos pais - vive sozinha em seu mundo, presa a seu sofrimento. 
Tudo muda quando ela conhece Mateus, alguém marcado por uma tragédia tão ruim quanto a sua. Os dois se aproximam e além de amigos acabam se tornando namorados. 
Mas na vida nada é por acaso e talvez os dois tenham se encontrado para ensinar uma grande lição um ao outro: Por mais difícil que estejam as coisas, sempre há motivos para continuar a viver!

- Detalhes:

Apesar de trazer um toque de drama, Nada é por acaso ainda é um livro adolescente jovem. Ideal para você que quer relaxar e aprender um pouco mais sobre a vida ao lado da protagonista, que passa por vários perrengues.

- Onde encontrar:

Para comprar o exemplar físico: Direto comigo ou na Amazon internacional

Ainda tenho três cópias do exemplar físico que mandei fazer como autora independente. Você pode comprar diretamente comigo através do e-mail: teffy.ly@gmail.com ou do inbox do meu Facebook: fb.com/teffy.carol. - R$ 22.

Se preferir comprar na Amazon Internacional, o livro custa apenas U$ 7:


Para comprar o e-book: Amazon Brasil - R$ 2,99


Adicione o livro na sua estante do Skoob:


Curta a página no Facebook:


3 - 13 contos de amor ou não


- Sinopse:

Uma deixou de acreditar no amor, a outra quer tê-lo de volta e se vingar, enquanto a terceira deseja nunca ter se apaixonado.

Existe também uma garota em crise, forças sobrenaturais, amores não resolvidos e o nascimento do sentimento em um mundo distópico.

Treze contos que podem ser de amor. Ou não. Tudo é uma questão de ponto de vista.

- Detalhes:

Esse livro foca no tema amor. E tem uma linguagem mais madura, diferente de Doce Vida de Ana por exemplo. Meu principal objetivo foi mostrar que nem sempre histórias de amor tem finais felizes ao mesmo tempo em que deixo o leitor curioso a conhecer meus outros livros - inclusive os ainda não publicados. De bônus, um conto de suspense que vai fazer você se perguntar que é a próxima vítima!

- Onde encontrar:

Para comprar o exemplar físico: Site da Editora Estalo, Americanas.com, Submarino.com




Adicione o livro na sua estante do Skoob:


Curta a página no Facebook:


Lançamentos que vem por aí...

Dia 23 de setembro estarei em São Paulo, para o primeiro evento de lançamento de 13 contos de amor ou não. Confirme sua presença:


Dia 19 de outubro é a vez de Curitiba conhecer meu livro e me visitar no evento de lançamento. Evento em breve. Será na Livrarias Curitiba do Shopping Estação.

Dia 19 de novembro estaremos em São Paulo de novo, para evento em Mogi das Cruzes. Em breve mais informações!


terça-feira, 5 de setembro de 2017 0 comentários

7 razões para você odiar trabalhar fora de casa

No ano passado eu escrevi um texto bem legal e interessante falando sobre motivos os quais você poderia odiar ou amar trabalhar em casa. Você pode ler esse texto aqui.

Agora resolvi virar a mesa e trazer o outro lado da história, ou seja, motivos para você odiar trabalhar fora de casa! Vamos ver quais são?


7 razões para você odiar trabalhar fora de casa


1 - Acordar cedo



Ok, acordar cedo pode ser muito legal para algumas pessoas, eu particularmente odeio isso e acordar todo dia no mesmo horário me deixa muito irritada.

2 - Cumprir horário



Uma das vantagens de trabalhar em casa é que você pode fazer 12h de trabalho ou apenas 4h. A escolha é sua. Trabalhando fora você precisa cumprir as 8h diárias mesmo que esteja com um tremendo bloqueio criativo ou sem vontade de trabalhar.

3 - Conviver com colegas de trabalho difíceis de lidar



Pessoas são complicadas. E conviver com elas é mais complicado ainda. Já pensou ter que lidar com aquele colega de trabalho chato e que se acha a última bolacha do pacote todo santo dia?!

4 - Enfrentar trânsito/ônibus lotado



Trabalhar fora exige que você se desloque para algum lugar. Isso significa que você terá que perder alguns minutos - ou horas - do seu dia dirigindo ou andando de ônibus! Triste não?

5 - Almoçar correndo



Ok, algumas empresas até oferecem horários de almoço maiores, ainda assim a grande maioria dá apenas uma hora e dependendo de onde você vai almoçar tem que praticamente engolir a comida, sem pensar muito.

6 - Conviver com fofoquinhas



Fofocas, sim elas existem em qualquer lugar, inclusive no ambiente de trabalho. E é super chato você ter que conviver com as coisas que falam dos outros e pior ainda é quando você é tirado pra Cristo e é a vítima das fofocas!


7 - Lidar com atrasos e horas extras



Não adianta fugir, você tem um horário a cumprir. Qualquer atraso terá que ser justificado e quando você não conseguir terminar aquele projeto muito importante pode ter que ficar umas horinhas a mais na empresa.
quinta-feira, 31 de agosto de 2017 0 comentários

Obrigada por me destruir!



Queria entender qual é a dessas pessoas que se sentem melhores do que os outros. Essa gentinha que mal sabe fazer alguma coisa da vida, tem menos experiência que você e já se sente dono do mundo - e ainda vem me dizer que sofre de depressão.

Diria que não sofre nada. Não faz ideia do que é ter depressão. Quem tem depressão não se sente superior, não pisa nos outros gratuitamente. Então obrigada! Obrigada por me destruir! Destruir o pouco de mim que ainda existia!

Espero que estejam felizes! Que tenham se sentido realizados com um jogo tão sujo! E de verdade desejo que encontrem alguém ainda pior que um dia lhes puxe o tapete. Alguém de quem vocês não vão esperar isso.

De resto sei que tomei a melhor decisão. Sei que não sou obrigada a aguentar gentinha querendo pagar de boa para cima de mim. Então sigam suas vidinhas medíocres. Pelo menos posso dizer que minha vida não é medíocre e eu nunca precisei pisar em ninguém pra chegar onde cheguei.

E agora um obrigada verdadeiro. Aos dois meninos de rua que gentilmente pararam para me consolar. Que me disseram que não valia a pena. E me desejaram: Fique bem. Essas pessoas na sua simplicidade tiveram mais coração do que essa gente que tem dinheiro.

No fundo eu sei que preciso aprender a deixar de acreditar na bondade das pessoas. A deixar de confiar que as pessoas são boas. A verdade é que as pessoas são más e vão fazer o que for preciso para conseguir o que querem. Desculpa não aprendi a ser egoísta assim!
 
;